Dia das mães: Sentimento em comum de mulheres que tiveram bebês durante a pandemia foi o medo; veja os depoimentos

Três mamães de Curitiba contaram como se sentiram. Algumas mamães de Curitiba, que tiveram bebês durante a pandemia do novo coronavírus, contaram como se sentiram diante desse momento. O sentimento em comum de todas elas foi o medo.
Os três bebês nasceram na última semana, na quarta (6) e na quinta-feira (7).
Milena é a mãe do Joaquim
Reprodução/RPC
Millena Cilene Pereira de Souza é a mãe do Joaquim, e ela afirmou que viver a gravidez ao longo da pandemia foi um “susto”.
“Eu estava grávida, e de repente veio esse coronavírus. Eu me assustei bastante, mas a partir do momento que eu vim para o hospital começar a ser atendida, eu vi que eles estavam bem preparados”, disse Milena.
Com a pequena Betina nos braços , ainda no hospital, a mamãe Ana Flávia Garcia contou que o medo era grande de ter a bebê na pandemia.
Ana Flávia com a pequena Betina nos braços
Reprodução/RPC
“Estou muito contente. Claro que a restrição foi cansativa, mas, graças a Deus, as enfermeiras ajudam no que é preciso, mesmo sem acompanhante durante a noite”, explicou Ana Flávia.
Fabiane da Cruz Nunes ganhou a Ester. A mamãe contou que também ficou com medo por causa do coronavírus.
“Mas deu tudo certo, graças a Deus”, agradeceu.
Fabiane é a mamãe da Ester
Reprodução/RPC
Coronavírus no Paraná
O Paraná tem 1.785 casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), que foi divulgado no sábado (9).
Cento e sete pessoas morreram da Covid-19 no estado.
Das 399 cidades do Paraná, 148 têm pelo menos um caso confirmado da doença. As mortes foram registradas em 42 municípios.
Em Curitiba, são 541 casos confirmados e 29 mortes.
Initial plugin text
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.


Fonte/Referência: G1

Matéria Incompleta? Link da Matéria Completa