Como o Vietnã conseguiu vencer o coronavírus, apesar do sistema de saúde precário


No Vietnã, é obrigátório o uso de máscara

No Vietnã, é obrigátório o uso de máscara

Getty Images
Nenhuma morte oficialmente registrada por coronavírus.


Essa é a realidade do Vietnã, país do Sudeste Asiático onde, até agora, menos de 300 casos de covid-19 foram confirmados, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.


Mas como um país com 95 milhões de habitantes, alta densidade populacional, menos de um terço da renda per capita do Brasil, um sistema de saúde precário e 1,4 mil quilômetros de fronteira com a China, origem do surto, está conseguindo vencer o vírus?


A resposta está em uma combinação de fatores, entre os quais testagem agressiva, quarentena rigorosa e rastreamento de contatos de doentes.


Além disso, o país recorreu a uma ampla campanha de conscientização com a ajuda da tecnologia e de artistas famosos. Também priorizou uma comunicação aberta e transparente com a população, surpreendendo até mesmo observadores internacionais.


E, claro, agiu rápido.


No último dia 23 de abril, sem apresentar transmissão comunitária do vírus por duas semanas consecutivas, o Vietnã começou a flexibilizar o confinamento que havia imposto a seus habitantes.


    <div class="media_box full-dimensions660x360">
Cidades vietnamitas, como Hanói, tem alta densidade populacional

Cidades vietnamitas, como Hanói, tem alta densidade populacional

Getty Images
<strong>Início do surto</strong>


Os dois primeiros casos confirmados de covid-19 no Vietnã foram registrados no fim de janeiro. Em 1º de fevereiro, a Vietnam Airlines interrompeu todos os voos para China, Taiwan e Hong Kong. A fronteira com a China foi fechada dias depois.


Nas semanas seguintes, o país impôs uma série de restrições, implementando medidas antes e às vezes até contra as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), como o cancelamento de voos internacionais e o uso obrigatório de máscaras faciais.


Também impediu aglomerações com mais de 30 pessoas, assim como festivais, cerimônias religiosas e eventos esportivos.


Finalmente, em 1º de abril, o país iniciou o confinamento de sua população, antes de outros países, muitos dos quais desenvolvidos.


    <div class="media_box full-dimensions660x360">

Vietnã fabricou kits a um custo inferior a US$ 25 e que produzem resultado em 90 minutos
Getty Images