Coronavírus: Foz do Iguaçu autoriza reabertura de hotéis e anuncia plano para retomar turismo

Segundo a prefeitura, hotéis podem começar a receber hóspedes novamente a partir de segunda-feira (11), e atrações turísticas estão previstas para serem reabertas em junho. Segundo a prefeitura, reabertura de hotéis está autorizada a partir de segunda-feira (11), em Foz do Iguaçu
Kiko Sierich/PMFI
A Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, autorizou a reabertura dos hotéis da cidade a partir de segunda-feira (11) e anunciou um plano para a retomada do turismo na cidade.
De acordo com a prefeitura, os hotéis deverão adotar o termo de responsabilidade sanitária municipal e seguir as medidas de prevenção ao novo coronavírus. Foz do Iguaçu tinha 58 casos confirmados da Covid-19 e duas pessoas morreram por causa da doença, segundo o boletim municipal de quinta-feira (7).
Coronavírus: Veja as principais notícias sobre a pandemia
Paraná tem 1.656 casos confirmados e 104 mortes pela Covid-19
Conforme a determinação, os hóspedes deverão usar máscaras e cumprir o distanciamento social. A expectativa do setor, a princípio, é receber representantes comerciais que visitam a cidade a negócios.
A autorização para a reabertura de hotéis não é válida para os resorts de Foz do Iguaçu, que está prevista para junho.
Segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu e Região (Sindhotéis), Foz do Iguaçu conta com cerca de 30 mil leitos disponíveis, em aproximadamente 180 estabelecimentos, como resorts, hotéis e pousadas.
Foz do Iguaçu conta com cerca de 30 mil leitos, segundo o Sindhotéis
Prefeitura de Foz do Iguaçu/ Divulgação
Medidas sanitárias
A rede hoteleira deverá reforçar a higienização do ambiente, fornecer álcool em gel e equipamentos de proteção para os funcionários, além de evitar a aglomeração de colaboradores nas trocas de turno.
As capas de proteção para travesseiros e colchões deverão ser substituídas e higienizadas a cada troca de hóspedes, segundo a prefeitura.
Conforme o plano municipal, os hotéis também deverão monitorar os casos suspeitos no local fazendo a aferição de temperatura ou informar o plantão coronavírus sobre hóspedes e colaboradores com sintomas da Covid-19.
As medidas sanitárias foram elaboradas pelas secretarias de Saúde e Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos.
O documento contou com sugestões do setor de turismo e apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Sindhotéis e Visit Iguassu.
Plano de retomada do turismo
Conforme a prefeitura, a retomada da visitação turística na cidade está prevista para junho. Para que isso ocorra, os atrativos turísticos deverão cumprir algumas medidas de prevenção ao novo coronavírus:
Criar barreiras sanitárias
Determinar o uso de máscaras como obrigatório
Disponibilizar álcool em gel em pontos estratégicos
Manter o distanciamento social em filas
Limitar a 30% da capacidade de público em ambientes fechados
Higienizar objetos e locais de circulação dos visitantes
Priorizar ventilação natural nos veículos de transporte de turistas
Empresas de transporte: manter a higienização do transporte e limpeza do ar condicionado
Agências de viagens: devem cumprir as normas de higienização e distanciamento, e exigir que fornecedores assinem o termo de responsabilidade sanitária
Gastronomia: Manter a higienização do local para os clientes, o distanciamento de mesas e os cuidados específicos para servir a refeição e bebidas.
Conforme a prefeitura ainda, a previsão é que os eventos de pequeno porte sejam retomados no final de julho.
Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.


Fonte/Referência: G1

Matéria Incompleta? Link da Matéria Completa