Justiça dos EUA fecha site que vendia 'vacina' fraudulenta do coronavírus

Site enganava as pessoas ao vender uma suposta vacina contra o coronavírus –o que ainda não existe. Médicos transportam paciente na França, em 22 de março de 2020
Sebastien Bozon / AFP
O Departamento de Justiça (DoJ) dos Estados Unidos anunciou no domingo (22) que fechou um site que vendia uma suposta vacina contra o coronavírus, em sua primeira ação deste tipo para combater uma fraude relacionada com a pandemia.
China autoriza teste em humanos de vacina contra o coronavírus
Em um comunicado, o DoJ informa que um juiz federal do Texas ordenou no sábado o fechamento do site coronavirusmedicalkit.com, que afirmava vender vacinas contra a Covid-19, algo que ainda não existe.
Farmacêuticas se reúnem para discutir vacina para o coronavírus
“Devido à recente epidemia de coronavírus (COVID-19), a Organização Mundial da Saúde está distribuindo kits de vacinas. Pague apenas US$ 4,95 pelo envio”, afirma o site, que pede os dados da conta bancária do interessado.
O Departamento de Justiça não informou quantas pessoas foram vítimas da fraude, mas a investigação continua para identificar quem está por trás da fraude e quanto dinheiro foi roubado.
A intervenção do sistema judicial federal é parte dos esforços das autoridades americanas para combater a propagação de informações falsas, algo que explodiu desde o início da pandemia.
Initial plugin text


Fonte/Referência: G1

Matéria Incompleta? Link da Matéria Completa