Mãe é morta a facadas, e filho de 10 meses fica ferido em Cascavel, diz polícia

Segundo a PM, há indícios de que a vítima tenha sofrido violência sexual. Caso foi registrado nesta sexta-feira (14), e ninguém foi preso. Segundo a polícia, as vítimas foram encontradas na sala da casa, em Cascavel
Anna Flávia/RPC
Uma mãe, de 26 anos, foi morta a facadas dentro de casa, na Vila Cajati, na área rural de Cascavel, no oeste do Paraná. O filho dela, de 10 meses, também foi agredido e teve um ferimento na cabeça, segundo a Polícia Militar (PM).
De acordo com a polícia, as vítimas foram encontradas pela PM na sala da casa, nesta sexta-feira (14). Os vizinhos chamaram a polícia após ouvirem o choro da criança, que estava debaixo de cobertores.
O menino foi levado para o pronto socorro da cidade e está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar, segundo a polícia. A PM não informou que tipo de ferimento a criança teve na cabeça.
Até a publicação desta reportagem, segundo a polícia, o suspeito do crime não tinha sido identificado.
A vítima morava na casa com o marido, a filha e um cunhado, segundo a PM.
Conforme a polícia, o marido estava trabalhando quando o crime aconteceu e, quando soube do ocorrido, levou a criança para ser socorrida. O cunhado também foi até a casa após descobrir o que tinha acontecido com as vítimas.
O crime
A Polícia Militar disse que há indícios de violência sexual contra a vítima, pois a mulher foi encontrada seminua. Entretanto, apenas o laudo da perícia poderá confirmar a suspeita.
Segundo polícia, as investigações apontam que o suspeito teria tentado sufocar a criança com os cobertores. O motivo do crime também está sendo apurado pela PM.
De acordo com a PM, o suspeito chegou a pé até a casa da vítima. Ele tentou furtar o carro da família após o crime, mas bateu o veículo em uma parede e fugiu a pé.
O suspeito roubou o celular da vítima, segundo a polícia, e o caso está sendo apurado como latrocínio.
O corpo da jovem foi levado para o Instituto Médico-Legal de Cascavel.
Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.


Fonte/Referência: G1